A Câmara deve votar hoje, 26/04/17, quarta-feira as alterações da Reforma Trabalhista. Estas mudanças trazem consigo maior segurança jurídica aos empregadores e maior autonomia para os empregados.. Reduzirá custos de contratação e trará incentivos para criar novos postos de trabalho.
Além, a proposta da Reforma Trabalhista reduzirá o poder de negociação dos sindicatos, criará novos tipos de contratos de trabalho, e trará mais liberdade para negociação empregado e trabalhador.

Reforma Trabalhista

Algumas das maiores mudanças são:

  • Férias parceladas em três vezes ao longo do longo;
  • A contribuição sindical passará a ser opcional;
  • Negociações entre empregadores e empregados;
  • Liberdade para negociação de jornadas de trabalho e banco de horas;
  • Multa no valor de R$ 3 mil por trabalhador informal, R$ 800 se micro e pequena empresa.
  • Home Office (trabalhar de casa) terá regras específicas;
  • Multas por agir de má-fé em processos trabalhistas;
  • Afasta a qualidade de empregado do trabalhador Autônomo.

Outras fontes desta noticia:

Câmara dos Deputados
Valor Econômico
G1
Estadão